Conteúdo, Contexto, Chatices, 3x Simples

27
Nov 09
Como proposto na aula de seminário na aula de Seminário de 27 de Novembro, pela docente Margarida Almeida, oradora na referida aula, realizamos um exercicío de entrevista rápida em grupos de dois mestrandos.

O exercício tinha então como ponto fulcral dar resposta a cinco questões propostas pela docente no final da sua apresentação. Cada colega colocou então as cinco questões ao outro colega, sendo depois requisitado que cada aluno colocasse a resposta do colega no seu blog.

Segue-se então o exercício realizado entre mim e o meu colega Fernando Faria. Para mais informações acerca da investigação dele, visitem o seu blog!



De que forma enquadras a tua investigação no actual paradigma da web social?
"Não enquadro sequer. A monitorização de ensino público, que é o tema do meu projecto, não envolve um paradigma social. Também será apenas um pequeno leque que terá acesso à aplicação, e a mesma não é partilhada entre a sociedade universitária."


De que forma a tua investigação poderá contribuir para alterações de atitudes e comportamentos?
"A minha investigação pode contribuir para a melhoria na tomada de decisões por parte dos directores universitários, face à conclusão dos estudos efectuados."


A tua investigação centra-se numa lógica de valorização do indivíduo ou de uma organização?
"Está no centro de ambas as questões. Por um lado irá ajudar o tomador de decisões a conseguir retirar o melhor proveito dos estudos, e por outro lado, os alunos receberão as contra-partidas dessas tomadas de decisões."


A tua investigação explora uma lógica entusiasta ou numa lógica crítica?
"Uma lógica crítica no sentido de detecção de anomalias e de baixas performances não desejadas num Instituto de Ensino Superior. O objectivo primordial é maximizar os processos executados nesses IES's."


De que forma a tua investigação actua na interdependência tecnologia-sociedade?
"A minha investigação permite detectar, através de indicadores pré-definidos, a evolução da dinâmica das IES's, utilizando para isso ferramentas tecnológicas que facilitem essa detecção. A aplicação a desenvolver irá ajudar o governo das IES's a tomar decisões mais sólidas, utilizando alguns meios de visualização facilitados por essa própria tecnologia - de modo a que essa leitura seja mais perceptível."

Quando à relação com a web social diria que simplesmente pelo facto de o estudo poder ser acompanhado numa das ferramentas da web social já lhe implica algum impacto. E o nº de pessoas afectadas pelo estudo poderá ser não apenas os directamente envolvidos mas também todos os que possam vir a consultar os resultados em publicações científicas ou mesmo no blogue do projecto.
Pedro Almeida a 8 de Dezembro de 2009 às 08:35

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


arquivos
2009

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO